Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A Boa Notícia é que Deus venceu o mal

"Deus triunfou sobre o mal. Deus é amor infinito, misericórdia sem limites. (...) Isso é o Evangelho, a Boa Nova” que é preciso comunicar e testemunhar.
Assim falou o Papa Francisco nessa tarde na praça da Basílica de Santa Maria degli Angeli, em Assis, diante de milhares de jovens reunidos ali de toda a região da Umbria.
Os jovens fizeram quatro perguntas ao Papa sobre o significado da vocação, sobre o porquê e o como da família, sobre o trabalho e a missão.
O Bispo de Roma não podia esperar outra coisa.  Agradeceu ao jovem casal que lhe fez a primeira pergunta sobre a vocação e explicou "é preciso coragem para começar uma família!" E o casamento "é uma verdadeira vocação".
"Dois cristãos que se casam – acrescentou – reconheceram na sua história de amor a chamada do Senhor, a vocação para formar de dois, homem e mulher, uma só carne, uma só vida”.
Para os cristãos, "o Sacramento do matrimônio – disse o Papa – envolve este amor com a graça de Deus, o radica em Deus mesmo”, por este motivo ”com este dom, com a certeza desta chamada, é possível partir com segurança, sem medo de nada, é possível enfrentar tudo, juntos!"
Para tornar mais claro o conceito, o Papa convidou-nos a refletir onde os nossos pais, avós, bisavós encontraram a força e a coragem, já que se casaram em condições muito mais pobres e difíceis do que hoje.
De acordo com o Papa, essas pessoas encontraram a força "na certeza de que o Senhor estava com eles", de que a família "é abençoada por Deus com o sacramento do matrimônio", e que bendita é “a missão de colocar filhos no mundo e educá-los".
"Com estas certezas - disse ele - já superaram também as provas mais duras. Eram certezas simples, mas verdadeiras, formavam colunas que sustentavam o seu amor”.
Para o Papa estes exemplos são fundamentais para não ter medo de casar-se e fomentar a confiança de que o Senhor não nos deixa sozinhos!
"Façam-no entrar na vossa casa como sendo da família, Ele vos sustentará sempre”, destacou.
O Pontífice, então, explicou a vocação complementar ao matrimônio, ou seja, a vida consagrada.
Neste contexto convidou todos a manter um relacionamento aberto com o Senhor.
"Deus sempre nos surpreende! - disse: - É Deus que chama; mas é importante ter um relacionamento diário com Ele, escutá-lo em silêncio diante do Tabernáculo e no íntimo de nós mesmos, falar com ele, aproximar-se dos Sacramentos”.
Em relação às perguntas sobre o compromisso social e sobre a evangelização, o Papa Francisco disse que em Assis, perto da Porciúncula, “parece que escuto a voz de São Francisco que nos repete: ‘Evangelho, evangelho!’. Diz isso também a mim, mais ainda, diz antes a mim: Papa Francisco, seja um servo do Evangelho!”.
E afirmou: "o Evangelho, queridos amigos, não diz respeito só à religião, diz respeito ao homem, todo o homem, e concerne ao mundo, à sociedade, à civilização humana. (...) O Evangelho é a mensagem de salvação de Deus para a humanidade” porque “cada um de nós tem necessidade da salvação do mal”.
"O nosso segredo - afirmou - é que Deus é maior do que o mal: Deus é amor infinito, misericórdia infinita, e esse Amor venceu o mal na sua raiz na morte e ressurreição de Cristo”.
"Com Cristo – repetiu – nós podemos lutar contra o mal e vencê-lo todos os dias. Acreditamos nisso ou não?".
Para o Papa Francisco por meio do Evangelho é possível suscitar a Fé e transformar o mundo de acordo com o projeto de Deus.
Não se trata de duas missões separadas, “levar o Evangelho com o testemunho da nossa vida – disse o Papa – transforma o mundo! Esse é o caminho!”
Em conclusão, o Bispo de Roma indicou que São Francisco com o Evangelho "fez crescer a fé, renovou a Igreja; e ao mesmo tempo renovou a sociedade, a tornou mais fraterna”.

Roma,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...