Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Um povo que não se preocupa com os seus idosos e crianças não tem futuro

"Um povo que não se preocupa com os seus idosos e com as suas crianças não tem futuro, porque não terá memória e nem promessa!", assinalou nesta manhã de segunda-feira 30/09 o Papa Francisco na Missa que celebrou na capela da Casa Santa Marta onde reside.
O Santo Padre assinalou que "o futuro de um povo se encontra justamente ali, nos idosos e nas crianças. Um povo que não se preocupa com os seus idosos e com as suas crianças não tem futuro, porque não terá memória e nem promessa! Os idosos e as crianças são o futuro de um povo! Quão normal é deixa-los de lado, não? Tranquilizar as crianças com uma bala, com um jogo: Joga, joga; Anda, anda. E não deixar que os idosos falem, não levar em consideração os seus conselhos: ‘São velhos, pobrezinhos’…".
O Papa meditou sobre a passagem na qual o Senhor explica aos discípulos que os sinais da presença de Deus não são "uma organização bonita" nem "um governo que vá adiante, tudo ordenado e tudo perfeito", mas são os idosos que se sentam nas praças e as crianças que brincam. O risco é aquele de descartar as crianças e os idosos. Mas os discípulos não entendiam.
"Eu entendo, os discípulos queriam a eficácia, queriam que a Igreja caminhasse sem problemas e esta pode ser uma tentação para a Igreja: a Igreja do funcionalismo! A Igreja bem organizada! Tudo certinho, mas sem memória e sem promessa! Esta Igreja assim não vai bem: será uma Igreja de luta pelo poder, será a Igreja dos ciúmes entre os batizados e tantas outras coisas que existem quando não há memória nem promessa".
Portanto, observou o Papa Francisco, a "vitalidade da Igreja" não vem dos documentos e reuniões "para planejar e fazer bem as coisas", estas são realidades necessárias, mas não são "o sinal da presença de Deus".
"O sinal da presença de Deus é este, assim disse o Senhor: Velhos e velhas estarão sentados nas praças de Jerusalém, cada um com o seu cajado para sua longevidade. E as praças da cidade estarão cheias de meninos e meninas que jogarão nas praças. Jogo faz-nos pensar em alegria: é a alegria do Senhor. E estes anciãos, sentados com o seu cajado na mão, tranquilos, fazem-nos pensar na paz. Paz e alegria: este é o ar da Igreja!".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...