Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

“Não é possível tentar resolver os problemas através da força”, diz dom Leonardo Steiner sobre crise na Síria

Em entrevista concedida a radio vaticano nesta sexta-feira, 06 de setembro, o Secretário-Geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, manifestou a total adesão da Conferência Episcopal ao dia de oração e jejum convocado pelo Papa Francisco em prol da Síria. “Jejum é busca de abertura, de sensibilidade, de compreensão. Jejuar abre toda a nossa pessoa ao diálogo, e no momento a Síria exige muito diálogo”, afirmou o bispo.
Dom Leonardo recorda que o pedido do Papa é para que neste dia 7 de setembro, os católicos de todo o mundo estejam unidos com a mesma intenção de oração. “Nós nos unimos, nós nos congregamos, nós estabelecemos com Deus e com os irmãos um momento da intimidade, de uma relação mais profunda”, afirmou. O Secretário-Geral afirmou também que a Igreja no Brasil acolheu esse pedido do Santo Padre, e que diversas paróquias e dioceses deverão realizar a vigília neste sábado.
“Não é possível nós somente tentarmos resolver os problemas através da força. Existem outras forças muito mais importantes, existem buscas muito mais profundas que podem nos ajudar na solução da questão da Síria”, afirmou dom Leonardo. O bispo declarou ainda que os jovens são convidados especiais deste momento de oração. “Nós vimos, especialmente na visita que o Santo Padre fez ao Brasil, a presença dele na Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro, como os nossos jovens são sensíveis a essas questões que dizem respeito à pessoa humana, aos pobres e aos conflitos”.

Para ouvir a íntegra da entrevista, clique aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...