Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Arcebispo Zenari: sírios rezaram com o Papa, suas palavras dão esperança

Cidade do Vaticano (RV) - Em unidade espiritual com a Praça São Pedro, numerosas vigílias de oração se realizaram na noite deste sábado também em várias comunidades religiosas sírias. Bispos católicos, ortodoxos e alguns representantes do governo, do parlamento e da comunidade muçulmana se reuniram na catedral greco-melquita de Damasco. Entrevistado pela Rádio Vaticano, o núncio apostólico na Síria, Dom Mario Zenari, conta como as palavras do Papa foram acolhidas:

Dom Mario Zenari:- "Nas várias comunidades religiosas cada uma elaborou um programa de oração segundo as possibilidades, porque – como se sabe – em certas áreas era muito difícil fazer a vigília à noite. Fiquei sabendo que mesmo assim, foi celebrada em todos os lugares. Aqui, em Damasco, foi celebrada de modo muito solene, particular, diria inclusive comovente, na catedral greco-católica melquita. Estavam presentes bispos católicos, bispos ortodoxos, alguns representantes do governo, do parlamento, alguns representantes muçulmanos. Ao término desta vigília de oração – que durou duas horas, das 18h às 20h locais, mas a catedral ficou aberta até a meia-noite – muitas pessoas vieram incumbir-me de agradecer efusivamente ao Santo Padre por essa bonita iniciativa. Estavam presentes também as televisões e jornais locais, e certamente nestes dias darão um grande destaque a essa vigília de oração celebrada em Damasco e em toda a Síria."


RV: O que mais o impressionou das palavras do Papa?

Dom Mario Zenari:- "Foi um discurso com reflexões muito profundas e com imagens muito bonitas, muito eloquentes e comovedoras, como – por exemplo – quando falou sobre o desígnio de Deus, que quis criar um mundo como 'casa da harmonia e da paz' – é uma belíssima imagem! – e, no entanto, vemos, sobretudo em certas zonas, como neste momento na Síria, que não é mais essa casa da harmonia e da paz por causa do egoísmo. A sua firme convicção de que ainda se pode reencontrar essa harmonia, com a ajuda de Deus e com a boa vontade, foi como um hálito, um sopro de esperança, aqui como no mundo inteiro. Essa firme confiança do Santo Padre é realmente um impulso não somente aqui na Síria e no Oriente Médio, mas creio no mundo inteiro nestes dias em que se respira uma atmosfera muito tétrica e pesada. Eis que é necessário sentir esse vento forte de esperança."

RV: O Papa convidou a considerar o mundo como casa comum e como família: foi uma exortação dirigida a cada indivíduo:

Dom Mario Zenari:- "Foi dirigida a cada indivíduo, a cada pessoa humana, diria, inclusive a quem tem certas responsabilidades no âmbito da sociedade e da política. Estava pensando também nesta bela imagem, neste convite a olhar como Deus reagiu à violência: se olhamos para o Crucificado, não reagiu à violência com a violência, mas com o perdão e com a reconciliação. Penso que esta iniciativa de oração e jejum terá um grande impacto. Já vejo isso aqui, que essa iniciativa do Papa, essas suas palavras tiveram realmente uma grande repercussão. As pessoas, com as quais falo, me dizem que as palavras, as reflexões e a iniciativa do Papa por este dia de oração e de jejum tiveram uma repercussão excepcional. Quero pensar que no mundo inteiro tenha – sem dúvida – uma repercussão positiva e que possa pesar sobre certas decisões.

Fonte: radiovaticana.va
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...