Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

"Temos uma impressionante capacidade distrativa, mas Deus sempre nos manda alguém que nos acorda" - Por Jorge Mario Bergoglio

Quero contar um caso que aconteceu comigo em 1980, mais ou menos. Eu era reitor da Faculdade Máximo, em São Miguel. Sábado à tarde, frio, inverno, me chamaram na portaria porque uma mulher queria falar comigo. Fui vê-la, e ela me disse que tinha sete filhos, morava em uma casinha em uma espécie de assentamento que havia a umas cinco quadras dali, e que as crianças estavam com fome e frio. Aquilo realmente me tocou, e eu disse: "Sim, claro, como não, senhora. Vamos fazer uma coisa: na segunda-feira o escritório da Caritas está aberto, venha que vamos lhe dar alguma coisa". Ela olhou para mim com uns olhos doídos, mas disse: "Padre, minhas crianças estão com fome hoje, não na segunda-feira". Senti uma vergonha me dominar, e lhe disse: "Espere um momento, senhora". Fui para a despensa, peguei tudo que pude, uns cobertores, entreguei-lhe e disse: "Volte na segunda-feira". E é curioso, essa mulher continuou me visitando, e, para mim, essa visita foi um tapa que o Senhor me deu. Temos que ter cuidado para não adormecer. Que o Senhor sempre nos mande esses profetas cotidianos, que nos estapeiem com uma palavra.

Depoimento de Jorge Mario Bergoglio - atual Papa Francisco, no livro intitulado "A Solidariedade". 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...