Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

"Temos uma impressionante capacidade distrativa, mas Deus sempre nos manda alguém que nos acorda" - Por Jorge Mario Bergoglio

Quero contar um caso que aconteceu comigo em 1980, mais ou menos. Eu era reitor da Faculdade Máximo, em São Miguel. Sábado à tarde, frio, inverno, me chamaram na portaria porque uma mulher queria falar comigo. Fui vê-la, e ela me disse que tinha sete filhos, morava em uma casinha em uma espécie de assentamento que havia a umas cinco quadras dali, e que as crianças estavam com fome e frio. Aquilo realmente me tocou, e eu disse: "Sim, claro, como não, senhora. Vamos fazer uma coisa: na segunda-feira o escritório da Caritas está aberto, venha que vamos lhe dar alguma coisa". Ela olhou para mim com uns olhos doídos, mas disse: "Padre, minhas crianças estão com fome hoje, não na segunda-feira". Senti uma vergonha me dominar, e lhe disse: "Espere um momento, senhora". Fui para a despensa, peguei tudo que pude, uns cobertores, entreguei-lhe e disse: "Volte na segunda-feira". E é curioso, essa mulher continuou me visitando, e, para mim, essa visita foi um tapa que o Senhor me deu. Temos que ter cuidado para não adormecer. Que o Senhor sempre nos mande esses profetas cotidianos, que nos estapeiem com uma palavra.

Depoimento de Jorge Mario Bergoglio - atual Papa Francisco, no livro intitulado "A Solidariedade". 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...