Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Pe. Federico Lombardi: "Foi uma extraordinária experiência de entusiasmo dos jovens e do povo

Coletiva de Imprensa com Pe. Federico Lombardi nessa segunda-feira (22)
O Papa está muito feliz pelo modo como Rio e Brasil demonstraram a sua alegria pela sua vinda aqui, disse hoje às 20hs, na primeira coletiva de imprensa da JMJ, Pe. Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, no Media Center de Copacabana.
Pe. Lombardi falou sobre o acontecido durante o percurso no carro, do aeroporto ao Palácio de Guanabara. “A impressão foi muito boa. Foi uma extraordinária experiência de entusiasmo dos jovens e do povo”, disse.
O secretário do Papa – afirmou o porta-voz – “me disse que o Papa estava sempre sorrindo e muito feliz”, ainda que confiou que o secretário teve medo em alguns momentos. Principalmente quando o cortejo errou a rota “e ali houve um momento de um pouco de dificuldade”. A preocupação “é que o entusiasmo podia ser tão grande que seria difícil controlar”, mas não houve medo e nem preocupação, assegurou Lombardi.
A última parte do itinerário do Papa – afirmou Pe. Lombardi - foi feita em helicóptero por uma decisão das autoridades brasileiras, devido as manifestações em torno do palácio de Guanabara.
Assegurou porém que a viagem do Papa “foi maravilhosa e muito tranquila”.  E encontrou-se com os jornalistas, num encontro muito pessoal e cordial, no qual tratou principalmente dois pontos.
“O Papa explicou sua perspectiva sobre a JMJ” que é “ver a juventude não como algo separado, mas os jovens devem ser sempre vistos num contexto mais amplo da sociedade”. E nesse contexto o Papa fala dos jovens e dos velhos. “Os jovens tem a força e os velhos tem a sabedoria. Não devemos separar as diversas partes da sociedade, mas temos necessidade dos dois. Os jovens tem que ser vistos na totalidade da sociedade, disse o Papa aos jornalistas.
O segundo ponto no discurso com os jornalistas, referido pelo Pe. Lombardi, foi contra a cultura do descartável e a favor de uma cultura da inclusão e do encontro, tratando especialmente da falta de trabalho para os jovens e a necessidade do seu desenvolvimento pleno.
O Papa pede a ajuda dos jornalistas porque ele veio dar a sua mensagem, e, sem os jornalistas a sua missão será parcial, afirmou o Porta-voz.
Disse Pe. Lombardi que a "viagem foi muito tranquila mas muito ativa. O Papa tem muita energia. Praticamente não descansa nunca. É incrível.”
Tocando no ponto do seu discurso à Presidente no Palácio Guanabara, Pe. Federico Lombardi destacou o fato do Papa ter indicado bem a sua preocupação pelo Brasil e pelos jovens. Foi um discurso dirigido aos jovens brasileiros e latino-americanos.
Pe. Lombardi relatou o encontro pessoal ocorrido no Palácio Guanabara e disse que os principais pontos do colóquio foram que “a presidente ficou muito impressionada com o discurso do Papa em Lampedusa”, discurso pronunciado há alguns dias atrás, quando o Papa falou muito forte da acolhida dos refugiados. Outros pontos são: o tema da cultura do encontro, da inclusão laboral dos jovens, e por último, o desejo da presidenta de que essa visita ajude no encorajamento da fé católica no Brasil.
Respondendo à pergunta de um jornalisa sobre a visita do Papa à Aparecida, Pe. Lombardi disse que o Papa tem uma grande devoção mariana e esse foi exatamente o seu primeiro desejo quando foi confirmada a Jornada no Rio de Janeiro. “Disse expressamente ao organizador da programação – afirmou o Porta-voz vaticano – que tinha que colocar na agenda uma viagem a Aparecida”. E pegou um dos dois dias de repouso previstos no programa inicial de Bento XVI e colocou essa visita a Aparecida.

23/07/2013
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...