Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O corpo do Senhor - Corpus Christi

Disse o Senhor “Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá para sempre” (Jo 6,51a). Com essas palavras Cristo anuncia-nos a sacralidade da Eucaristia, a qual nos é dado pelo próprio Jesus que mediante o mistério da Cruz confere-nos a salvação. O Senhor, de modo veemente, nos anuncia que ele próprio é o pão vivo, cuja força propulsora nos revigora.

Cristo no milagre da multiplicação dos pães (Lc 9, 11b-17) nos evoca a partilhar o pão nosso de cada dia. A partilha que o Senhor nos pede, deve ser motivada por puro amor; amor que ao doar-se, partilha das alegrias e das tristezas. Amor este que o próprio Cristo testemunha até a morte de cruz.
O Senhor, então, quis fazer-se pão para nos alimentar e continuamente ficar conosco. Sendo assim, Francisco de Assis nos exorta:
“Ó filhos dos homens, até quando estareis com o coração duro? Por que não reconheceis a verdade e não credes no Filho de Deus? Eis que diariamente ele se humilha, como quando veio do trono real ao útero da Virgem; diariamente ele vem a nós em aparência humilde; diariamente ele desce do seio do Pai sobre o altar nas mãos do sacerdote. E assim como ele se manifestou aos santos apóstolos na verdadeira carne, do mesmo modo ele se manifesta a nós no pão sagrado. E assim como eles com a visão do seu corpo só viam a carne dele, mas contemplando-o com olhos espirituais criam que ele é Deus, do mesmo modo também nós, vendo pão e o vinho com os olhos do corpo, vejamos e creiamos firmemente que é vivo e verdadeiro o seu santíssimo corpo e sangue. E, desta maneira, o Senhor está sempre com seus fiéis, como ele mesmo diz: Eis que estou convosco até o fim dos tempos”.(1)
O Homem de Assis vivenciou profundamente a experiência com o Corpo do Senhor, a tal ponto que seu desejo era de que todos pudessem também vivenciar esta maravilha da mística eucarística.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...