Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Reflexão para a Semana Santa: “Somos de carne!!!”

Começo essa reflexão para a Semana Santa com a passagem bíblica contida em Lucas 9, 44:

“Gravai nos vossos corações estas palavras: O Filho do Homem há de ser entregue às mãos dos homens!”

Deus se fez homem para que o homem se tornasse Deus, não em sua divindade, mas em sua plenitude, um divindade humana. E Deus envia a terra para o total aniquilamento do pecado seu filho único.
Após a sua entrega no Lenho Santo, Cristo destrói o pecado e salva toda a humanidade, mas, somos muito fracos em relação a essa ‘salvação’, pois Ele nos disse que o caminho até Ele não seria fácil, mas Ele estaria conosco até o fim dos tempos.
Como somos feitos de carne, caímos, as vezes, no pecado que nós mesmos projetamos em nosso ser, pois Cristo em sua morte e humilhação por nós, extinguiu o pecado de nossas vidas, mas não devemos pensar que tudo esta acabado na cruz, devemos morrer para o pecado e nascer para uma vida nova, uma vida sem mancha, imaculada.
Sem termos convicção disso, somos seres ‘pecantes’, mas no momento em que pecamos, Deus, na sua plenitude de Pai, derrama sobre nós a sua infinita misericórdia sabendo que mesmo seu filho morrendo por nós, não seria tão fácil do homem fugir do pecado, é como se Deus disse à nós:“Filho, eu te perdoo, mas não quero que você repita isso de novo, tá?” E aqui está um grande defeito do humano, não ouvir e não acolher o perdão de Deus.
Desde a criação do mundo, Deus vem perdoando os homens gradativamente, a ponto dele mandar seu próprio filho para que isso acabasse!!! Mas enquanto não houver o primeiro passo do homem, Deus não pode interferir na vida de sua criação, devido a liberdade de escolha que ele plantou em nós antes de nascermos.
Tomando-nos pelos braços, Ele nos perdoa diariamente, fazendo com que esqueçamos que somos de carne e que somos pecadores, para lembrar-nos que somos seus filhos e filhas, criaturas amadas.
Será que seria loucura se, ao menos, uma vez por dia parássemos para agradecer a Deus por toda a sua misericórdia infinita??

“Nem eu te condeno. Vai e não tornes a pecar!” (Jo 8,11)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...